Você está aqui: Entrada / Notícias / Escolhas de João Afonso Almeida

Escolhas de João Afonso Almeida

LINKIN PARK

Date: 2018-05-01 00:00

Álbum reflexo de uma impressionante vitalidade ,capacidade instrumental , intensidade e força rítmica “One more night live” dos Linkin Park é mais uma demonstração do poderio musical e força sonora da banda quando actua ao vivo como é exemplo o presente registo resultante de um concerto incluído na digressão mundial do ano passado e que resultou agora num disco que a banda fez questão de dedicar ao seu antigo companheiro e amigo Chester Charles Bennington (1976-2017 ) desaparecido o ano transacto quando ainda muito havia a esperar das suas grandes capacidades . Tal como o seu grande amigo Chris Cornell também Chester Bennington apareceu morto ( enforcado) na sua própria casa em Palos Verdes, Califórnia em 20 de Julho do ano transacto tudo levando a crer que se tratou de suicídio tanto mais que o músico tinha ( infelizmente) um longo historial de consumo de álcool e drogas , dependências de que nos últimos tempos parecia arredado... O grupo norte-americano é das mais famosas e bem sucedidas formações das cenas hard e heavy rock e os seus membros considerados dos mais simpáticos para com os seus milhares de admiradores pois enquanto muitos grupos se mantém alheados e um pouco à margem e distantes de quaisquer manifestações de simpatia para com os fans os LP chegam , tal como o mago da guitarra Pat Metheny por exemplo ,a ficar horas depois das actuações a conversar com os seus admiradores a quem concedem autógrafos sem reservas nenhumas. Grandes momentos musicais como “In the end” , “One more light” ou “Raging” , entre outros ,são o melhor cartão de visita do mais recente projecto ao vivo de uma grande banda e por isso mesmo quem quiser ouvir o perfeito casamento entre fúria, amor, dor , alegria e rock sob a singela forma de canções está na hora de agir e tomar contacto mais directo com “One more night live” , um grande trabalho dos norte-americanos Linkin Park! Vão ver que vale bem a pena ! CD WB/Warner Music

Ler mais »


B. B. KING

Date: 2018-05-01 00:00

Foi incontestavelmente o rei dos blues apesar de uma certa rivalidade ,ao que dizem bastante saudável, com outros dois “King” – Albert King e Freddie King e cuja “competição” serviu para animar durante anos a fio as inúmeras discussões dos melómanos da grande música negra ; e sabendo-se que “cada cabeça ,sua sentença” imagine-se só como terão terminado algumas dessas pelejas vocais... Assumo-me incondicional admirador de blues e do grande B.B. e até por isso mesmo guardo religiosamente o quadro com a sua imagem a actuar ao vivo , autografada a dourado ,com que me presenteou num hotel da capital portuguesa bem como a palheta com que habitualmente dedilhava as cordas da sua inseparável “Lucille” e recordo com muita saudade o fabuloso concerto que deu no Coliseu dos Recreios de Lisboa, quando com toda a sua simplicidade concedeu a Rui ”chico fininho” Veloso a honra de partilhar com ele o palco e actuar como seu convidado especial. Que noite mágica!!! Para podermos relembrar grandes momentos e grandes músicas deste verdadeiro monstro sagrado dos blues ouçamos então agora a dupla compilação recentemente lançada – “The complete 1958-1962 Kent singles” onde o grande bluesman B. B. King , nascido Riley Ben King (1925 -2015 ) explana todas as suas enormes capacidades de impar executante e também toda a sua versatilidade como exímio guitarrista. Dono de um estilo único e inconfundível influenciou gerações de instrumentistas e o seu talento foi de tal modo reconhecido mundialmente por critica e público que lhe foram outorgados nada menos de 15 Grammies ao longo da carreira. Grande parte do valiosíssimo espólio musical que gravou nos anos 50 e 60 figuram neste projecto que alberga em dois CDs nada menos de 52 notáveis composições do cantautor negro com destaque para canções como “Every day I have the blues” , “Mean ole Frisco”, “Time to say goodbye”, “Sweet sixteen”, “Did you ever loved a woman?” ,”Bad case of love” , “You´re breaking my heart” ,“Gonna miss you around here” ou ”Blues at midnight” qualquer uma delas pedaços preciosos da vida musical de um gigante da grande música negra de todos os tempos – o imortal Rei dos reis !!! 2CDs Soul Jam /Distrijazz

Ler mais »


SOAR

Date: 2018-05-01 00:00

O que tem em comum o País de Gales e o Senegal? No mínimo tem dois virtuosos instrumentistas que dominam a seu bel-prazer os instrumentos de cada um e que depois de uma primeira colaboração em disco e passados mais de uma centena de espectáculos ao vivo continuam a encantar e sonoramente seduzir tudo e todos. Com efeito, depois do sucesso que foi a sua primeira colaboração musical ele estende-se de novo a mais um disco e consequentemente a mais digressões em duo ; esse trabalho dos dois instrumentistas já fazia pressagiar que um novo projecto em disco estaria na calha e agora finalmente ele aí está pronto a conquistar todos de novo e a mostrar o que é que os dois países tão profundos e distantes tem afinal tanto em comum e porque é que dois instrumentos tão distintos como a kora e a harpa tem afinal uma afinidade e uma consanguinidade assim tão grande. O novo trabalho da dupla Catrin Finch e Seckou Keita – “Soar” surge agora editado para deleite dos milhares de amantes da world music que de ano para ano vai gradualmente crescendo em número de adeptos ,conquistando popularidade e projectando-se cada vez mais ,quer em termos de critica ,quer em matéria de aceitação geral demonstrando acima de tudo como a música tradicional dos mais diversos países e latitudes tem um lugar próprio e como muitas vezes a mistura de estilos, instrumentos ou personalidades ganha contornos de modernidade e futuro e encanta muito mais que certas propostas de outra índole sonora ou instrumental. No caso concreto da fusão entre a kora africana e a harpa ,a sintonia e semelhança vão permitindo que a dupla continue a experimentar e desenvolver novos sentidos estéticos e sonoros , arriscando cada vez mais ,com uma delicadeza e sinergia notáveis propondo uma sonoridade etérea e subtil , explorando caminhos e viagens num perfeito casamento musical perfeito que chega por vezes a ser quase hipnótico pelo deslumbramento e subtilezas que a execução e sonoridades dos dois instrumentos nos proporcionam. Duas culturas e dois instrumentos em perfeita comunhão emocional , física e por vezes quase irreal e transcendental que em conjunto proporcionam inolvidáveis momentos de prazer auditivo... CD ARC Music /Megamúsica

Ler mais »


DUARTE

Date: 2018-05-01 00:00

Continua segura e confiadamente a trilhar o caminho que para si próprio traçou há anos atrás , revelando-se cada vez mais um compositor de mão cheia , um letrista revelação e um cantor de invulgares qualidades interpretativas; dotado de uma certa aristocracia vocal está a cantar melhor que nunca e a prova evidente disso é o seu novo disco –“Só a cantar” ( tema-título da autoria de José Mário Branco) onde também inclui quatro originais de sua autoria e uma composição do cancioneiro popular alentejano e reinventa cinco fados tradicionais alguns cantados como um verdadeiro desafio “à la António dos Santos” ,de um evidente bom gosto e requinte. Quanto a mim no entanto a composição “Dizem” constitui o ponto mais alto do projecto onde um ambiente instrumental de elevado nível ajuda a tornar a canção num momento verdadeiramente emocionante e inesquecível. “Sobretudo cinzento” cantado na verdadeira prova dos nove que sempre é cantar “à capella” é outra destacada interpretação de Duarte , um nome que cada vez mais vai conquistando um lugar próprio ,e só seu ,no difícil mundo que é o fado , onde promete sempre surpreender-nos a cada disco que passa... CD Alain Vachier

Ler mais »


DEEP PURPLE

Date: 2018-05-01 00:00

Aí está o disco perfeito para abrilhantar as noites do Verão que a passos largos se aproxima, especialmente no que aos roqueiros diz respeito :- “A fire in the sky” a mais recente antologia de sucessos dos Deep Purple. Longe vão os tempos em que faziam escola e animavam as ondas hertzianas fabulosos hits como “Smoke on the water”, “Speed king” , “Woman from Tokyo”ou “Black night” que ainda hoje, apesar da sua “proveta idade” relativamente à data da sua primeira edição em disco estão tão actuais ,em todos os sentidos, como na época em que foram inicialmente lançados. Composta por três CDs a antologia da banda de Ritchie Blackmore , John Lord , Ian Gillan e seus restantes companheiros inclui para alem das composições atrás referidas ainda outros grandes sucessos da banda de tais como “Knocking at your back door”, “Hush” , “Stormbringer”, “Fireball” , “Sun goes down” ,“Highway star”, “Perfect strangers” ou “Bad attitude” numa totalidade de 40 composições qualquer uma delas capítulo importante na vida e na história musical de uma banda britânica que , seguramente ,ao longo dos últimos anos se tornou uma lenda e um verdadeiro colosso na história do hard rock mundial! 3CDs Parlophone/Warner Music

Ler mais »

classificado em: