Você está aqui: Entrada / Notícias / Escolhas de João Afonso Almeida

Escolhas de João Afonso Almeida

JORGE RIVOTTI

Date: 2017-07-03 16:05

Sete verdadeiros quadros cantados sobre a capital portuguesa através da guitarra e voz de Jorge Rivotti constituem a ementa musical de “Lisboa a sete”, um disco que é na realidade uma grande declaração de amor à cidade alfacinha ; álbum de uma tranquilidade aparente traz-nos imagens de Lisboa que acabam por povoar todas as composições , simples e delicadas, interpretadas com rigor e paixão pelo artista e que acabam afinal por ser um atractivo naipe de imaginativas canções com histórias dentro. CD Alain Vachier

Ler mais »


CLÁUDIA LEAL

Date: 2017-07-03 12:30

Qual arvore após uma floração bem sucedida o fado continua a dar frutos saborosos, cheirosos, suculentos e de grande qualidade; é o caso presente de Claudia Leal, que chegada à pouco tempo ao mundo da canção nacional por excelência e agora rodeada de uma aureola grandiosa - Património Imaterial da Humanidade, está destinada a grandes voos que o mesmo é dizer, a triunfar no fado mas em grande estilo! Porque canta com raça, sentimento, alma e adequada dicção e fundamentalmente, e acima de tudo, porque tem uma bela voz! Para comprovar estas afirmações aí está “Quarto crescente”, disco que marca a estreia da artista em vários capítulos:- é o seu primeiro projecto de grande fôlego, pela primeira vez assume-se como autora e compositora em nome próprio, em vez de entregar a produção do trabalho a um só produtor comum como é habitual suceder com outros fadistas, recorreu a vários( à dupla Rogério Ferreira/Rodolfo Godinho , a José Manuel Neto, a Carlos Manuel Proença, a Pedro Jóia e à duplo Rogério Ferreira/Pedro Henriques), é a primeira mulher que canta e toca o fado e finalmente assume-se por isso mesmo, pela primeira vez em disco, como instrumentista tocando guitarra clássica numa das composições. Admiradora incondicional de Fernanda Maria e Maria Teresa de Noronha, Cláudia traz na voz o reflexo dessas influências , mas também o traquejo que as casa de fado, onde tem actuado intensamente ao longo dos últimos anos, sempre proporcionam, pois são na realidade não só casas de fado ou locais onde os turistas vão, muitas vezes com pouco respeito ou a contra gosto, ouvir música, mas sim verdadeiras universidades para os artistas que por lá tem oportunidade de “cursar” acabando muitos deles por se formar, alguns até com distinção!!! E este é o caso de Cláudia Leal, verdadeira revelação vocal do fado, que para alem das suas próprias qualidades intrínsecas como fadista ( que inspirado fado ela assina e que é quanto a mim um dos mais belos e exaltantes momentos do disco- “O sal vem da saudade”) tem a particularidade de possuir um extremo bom gosto na escolha do reportório que pretende cantar; basta ver a selecção de nomes que ilustram literária e musicalmente este seu primeiro projecto e que vão desde Mário Raínho até António Botto, passando por Fernando Girão, Francisco Carvalhinho ou Rao Kyao, entre outros. Bem vinda, princesa ! O fado precisa de gente como tu!!! CD Edição de autor

Ler mais »


CASABLANCA

Date: 2017-07-03 12:30

Um disco que é uma verdadeira raridade e que por isso mesmo vai certamente ter um lugar à parte nas preferências dos cinéfilos e nos amantes e coleccionadores de bandas sonoras; trata-se de “As time goes by – the music from Casablanca” que para alem de conter a banda sonora do imortal filme de Michael Curtiz, datado do já longínquo 1942 e que incluía a fabulosa dupla de actores Humphrey Bogart e Ingrid Bergman e ainda, entre outros, um dos meus actores antigos predilectos- Peter Lorre, que estrelou grandes películas de terror e de suspense, tem a particularidade de incluir também um segundo disco contendo nada menos de 20 (!!!) diferentes versões do celebérrimo “As times goes by” que nos possibilita a sua audição através das interpretações de nomes celebres, alguns deles imortais, como são sem dúvida os de Billie Holiday, Frank Sinatra, Errol Garner trio, Vic Damone, Johnny Nash, Woody Herman, Peggy Lee, Cliff Richard, Liberace, Andy Williams, etc, etc. Um disco histórico e absolutamente intemporal ! 2CDs Soundtrack Factory/Distrijazz

Ler mais »


TOMASZ STANKO

Date: 2017-07-03 12:30

Mais um grande disco do trompetista, compositor e improvisador polaco Tomasz Stanko desta vez sob a designação de New York Quartet, que inclui, para alem dele próprio, ainda David Virelles no piano, Reuben Rogers no double bass e Gerald Cleaver na função de baterista; trata-se de “December avenue” que nos transporta para ambientes oníricos através duma série de composições de grande sensibilidade instrumental, enigmáticas mas sonoramente atraentes. Habitualmente conotado com a música avant-garde, com o free jazz e a improvisação Tomasz e seus companheiros literalmente seduzem com um disco extremamente bem conseguido, subtil, melodicamente absorvente e jazzísticamente insinuante que é simultaneamente uma das suas melhores obras dos últimos anos! CD ECM/Distrijazz

Ler mais »


FANFARE CIOCÂRLIA

Date: 2017-07-03 12:30

É uma das conjunturas musicais mais conceituadas da Roménia e cada concerto ou disco seus são sinónimo de festa e desbunda total dentro daquilo que se possa imaginar seja um festival dançante que é na realidade o seu mais frequente cartão de visita dentro de um espírito cigano que faz parte do ADN da banda; exprimindo-se quase sempre dentro dos cânones do dialecto romeno os Fanfare Ciocârlia tem novo disco editado que o mesmo significa dizer que está um nova orgia sonora e rítmica à venda nos mercados mundiais. Trata-se do “Onwards to Mars” verdadeiro compendio de dança, poderoso, sincopado e orgásmico que quando for apresentado ao vivo vai fazer passar directamente do palco para a audiência, como se de um virus se tratasse, toda uma força rítmica dançante, poderosa e por vezes mesmo quase brutal de um agrupamento que transborda energia e vitalidade por todos os poros e que cada vez mais se afirma como uma das maiores , mais populares e mais bem sucedidas bandas oriundas dos Balcãs! CD Asphalt tango records/Megamúsica

Ler mais »

classificado em: